Constantemente dizemos a nós mesmos coisas como: “Se eu pudesse voltar à escola e adquirir mais conhecimento – talvez conseguir um título de Mestre – então seria feliz.” Mas as pessoas com título de Mestre ou Doutor são mais felizes do que nós? É muito bonito adquirir conhecimento, mas é um engano esperar que isso nos traga paz, amor e felicidade. Dizemos a nós mesmos: “Se ao menos eu encontrasse a pessoa certa para amar, então seria feliz”. Portanto, procuramos alguém que seja a pessoa certa segundo nossas preferências – e assim gozamos de alguns momentos agradáveis. Mas se não soubermos como amar, o relacionamento aos poucos se deteriora. Então, concluímos que, afinal de contas, não tínhamos a pessoa certa! Ao alcançarmos a consciência superior, descobrimos que é mais importante ser a pessoa certa do que encontrar a pessoa certa.