Sempre podemos encontrar coisas que, exageradas, ameaçam nossos desejos de segurança e de poder. Ou podemos conscientemente, executar qualquer ação que seja necessária e, então, aproveitar tudo aquilo que tivermos para desfrutar. E nós sempre temos o suficiente para sermos felizes, se aproveitarmos aquilo que já é nosso – e não nos preocupamos com o que não é nosso.