É muito bom abrir-se e permitir que as pessoas vejam tudo o que está dentro de você. Ficará espantado pela rapidez com que essas pessoas podem superar os seus dramas e aceita-lo sem as falsas máscaras e papéis sociais com que antes você se identificava. Você tem todo o direito de se sentir exatamente como está se sentindo. Se os “outros” se aborrecem, é problema deles. Você é o mestre que lhes proporciona experiências necessárias às mudanças que você deseja em você.